• Rodrigo Saminêz

Tarda lança seu primeiro disco, "Futuro"

No primeiro trabalho, grupo aposta na melancolia, no reverb e no ruído.

Foto: Randolpho Lamonier

Além de uma banda, a TARDA também é um projeto audiovisual feito pra explorar o inconsciente e o mundo das ideias. O grupo acabou de lançar o primeiro disco, "Futuro", um álbum que mistura spoken words com melodias turvas, sons etéreos, ruídos e a melancolia de pensar o presente. Os integrantes do projeto se encontram em diferentes estados do Brasil e do mundo: Julia Baumfeld e Sara Não Tem Nome em Belo Horizonte, Paola Rodrigues e Victor Galvão em São Paulo e Randolpho Lamonier em Paris. Desde março de 2020, os artistas vêm trabalhando a distância, através de videoconferências e compartilhamento de tela, como principal ferramenta de encontro e de criação coletiva.



"O íntimo e o universal se unem criando outras (novas?) realidades. Uma narrativa profunda e complexa se desenvolve através de sonhos e delírios que nos transportam para territórios oníricos. Em outros momentos, desejos e perturbações nos levam a cenários de desilusão e aridez. O álbum nos chama a um mergulho no desconhecido, onde o eu e o outro se tornam indissociáveis", o grupo comenta sobre o som e o conceito do álbum. A capa, idealizada e fotografada por Randolpho Lamonier, a mostra uma cama-embarcação em devaneio ao inconsciente, para além do plano físico. O show de lançamento do álbum está marcado para 20 de dezembro, no Festival Som e Fúria do Galpão Cine Horto. Ouça "Futuro" no player abaixo:



  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Spotify
  • Deezer
  • iTunes

Todos os direitos reservados | Boteco Indie™.