• Rodrigo Saminêz

Juliana Cortes mistura o MPB com experimental em "Álbum 3"

O disco foi produzido por Ian Ramill por meio de uma "residência artística" promovida pela artista.

Foto: Márcia Kohatsu

"Álbum 3" é com certeza o disco mais diverso da carreira de Juliana Cortes, curitibana e formada em música popular. Aqui, a musicista focou nas misturas, na soma e nas parcerias, que fazem de seu novo disco um trabalho que se renova não só a cada vez que é escutado, mas sim a cada faixa do álbum, que tematicamente flutua em assuntos sociais, fotografando as realidades urbanas, principalmente a dela, em São Paulo, e suas desigualdades e realidades múltiplas.



Um dos destaques de "Álbum 3" é o vasto time de colaboradores do álbum, contando com Estrela Leminski, Rodrigo Lemos (Lemoskine), Ian Ramil, Zelito e Guilherme Ceron, artistas estes que comporam a equipe da "residência artística" que a artista promoveu e dirigiu em pra composição da maioria das canções do álbum, processo este que foi registrado no Mini-Doc da produção do disco. O resultado foi a multiplicidade de linguagens e texturas sonoras do disco, que flerta com as mais diversas vertentes da música, contando com rock, jazz, música de concerto, pop e música regional. Além dos já citados, o álbum conta com a participação especial de diversos artistas, como Jortácio, Érica Silva (Mulamba), Lorenzo Flach, Du Gomide e outros.



  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Spotify
  • Deezer
  • iTunes

Todos os direitos reservados | Boteco Indie™.