• Rodrigo Saminêz

Conheça: o folk experimental de Bianca Godoi

A artista lançou seu primeiro disco, com misturas entre folk e MPB.

Foto: João Nhoque

Na quarentena, a vida da baterista Bianca Godoi, assim como de todos nós, foi marcada pelo intenso pensar em relação à saudade. A artista, que já rodou o país com Maria Gadú, Não Recomendados, Diego Moraes, Bárbara Eugênia e o ator George Sauma e hoje produz trilhas sonoras e outros projetos, lança agora seu primeiro disco, "Espaço-Tempo", obra com forte teor experimental e folk e que traz as memórias de toda sua vida como principal eixo temático do disco. O disco também traz o lançamento do selo Codorna Records, que a própria criou em parceria com o amigo João Nhoque, e promete lançamentos para este ano e 2021.



O álbum, que conta com parcerias de Bruna Moraes, Paulo Novaes, Luiz Murá e César Lacerda, também tem um acompanhamento visual, composto de imagens gravadas pela própria artista nos últimos anos em que esteve em turnê, pelo seu celular, além de filmagens de Priscila Credie e conteúdo de domínio público. Sobre ambos, Bianca comenta: “O espaço-tempo é sobre viajar pelas quatro dimensões dentro de toda a relatividade, enquanto estamos isolados, fica a saudade das estradas e das pessoas. Acho que traz saudade do movimento que acontece quando estamos viajando e sentindo o tempo passar. ‘Espaço-tempo’ é um tipo de desdobramento do tempo, pois a ideia aqui é de que tempo e espaço são relativos, o que para mim, nesse momento de pandemia, faz mais sentido observar essa complexidade do que tentar esquecê-la. O disco é sobre estar olhando pela janela do carro numa longa estrada, ali tendo a certeza e a sensação do tempo tão doido estar passando. O vídeo traz isso como um respiro no isolamento, eu acho”.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Spotify
  • Deezer
  • iTunes

Todos os direitos reservados | Boteco Indie™.