• Rodrigo Saminêz

Com sonoridades maduras e viscerais, July Talk lança novo disco

O terceiro disco da banda marca um passo em direção a temas mais pertinentes e maturidade sonora

Foto: Lyle Bell

July Talk é um grupo de questionamentos. O quinteto canadense acaba de lançar "Pray for It" , o terceiro album de sua carreira, que começou em 2014, com um disco homônimo que apontava mais pra radiofonia e pro pop-rock, mas que logo se desenvolveu para um som mais questionador e existencialista com "Touch", em 2016, e agora, atingiram um ponto mais maduro e pertinente na carreira da banda com seu terceiro álbum de estúdio, mostrando uma evolução que aconteceu naturalmente ao longo dos anos de estrada.



Sonoramente, o disco desenha timbres que apontam não só para o indie-rock, mas também pro blues e pro jazz, lembrando muito nomes como Arcade Fire e alguns trabalhos do Beck. Nesse disco, a banda também promove debates sobre temas importantes como racismo, misoginia, privilégio branco e incitação de ódio, mas sempre na proposta dos questionamentos, principalmente quando as respostas não são tão imintentes assim. A produção conta com Burke Reid (Courtney Barnett), Graham Walsh (Holy Fuck, Metz), David Plowman (Brendan Canning, Young Clancy), Milan Sarkadi (Mute Choir, Said The Whale) e Ben Fox, que é conhecido por seu trabalho em trilhas sonoras, o que com certeza apontou diretamente pras fortes e super bem construídas ambientações do álbum. Ouça "Pray for It" no player abaixo:



  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Spotify
  • Deezer
  • iTunes

Todos os direitos reservados | Boteco Indie™.